“No Talk, All Action. Launch a Startup in 54 hours”

recife startup weekend

Este é o lema do Startup Weekend, uma série de eventos promovido pela Kauffman Foundation que teve sua realização em Recife nos dias 21 a 23 de outubro. Eu estava lá… mas vamos ao que interessa. Qual a ideia do do evento?

Os inscritos fazem um pitch de suas ideias e depois há uma votação das melhores. Nesta fase, os autores das ideias aprovadas ficam livres para conversar com outros participantes e montar suas equipes. Depois das equipes montadas, é só trabalho. No último dia as equipes apresentam os resultados e o grupo de mentores elegem as 3 melhores. Um evento desta natureza, é ótimo para fazer networking, mas é ainda mais uma excelente oportunidade para APRENDER.

A primeira lição, foi como fazer pitches. Apresentei minha ideia para ser votada, tive que fazer a apresentação para todos em 1 minuto. Acho que a apresentação foi legal pelo menos para eu conseguir votos suficientes para ter a ideia selecionada, mas o desafio maior estava por vir. A montagem da equipe.

Uma coisa é você convencer alguém que tem uma ideia legal para ser realizada, mas para você convencer uma pessoa a se juntar com você para realizar o projeto, é muito mais dificil… De qualquer forma, fui conversando como o pessoal e aos poucos a equipe foi se formando. Conversei com 7 pessoas tentando vender meu peixe e consegui convencer 3. Taxa de conversão: 43%.  O time estava montado. No dia seguinte, consegui vender bem o meu projeto para ainda outra pessoa (que não compareceu no primeiro dia). Corrigindo a taxa de conversão: 50%.

Não sei ensinar como fazer um bom pitch. Até porque nem sei se eu sei fazer, mas uma lição que tive na prática é que você tem que ser OBJETIVO. Não gaste o tempo dos outros, as pessoas não estão dispostas a ouvir seu bla bla bla porque tem que escutar outros e decidir rápido, então vá direto ao ponto. Apresente suas ideias de forma CLARA. E não fique frustrado se não conseguiu convencer alguma pessoa. Simplesmente tente de novo.

Outra lição interessante é sobre a forma de trabalho. É absolutamente impressionante o que se consegue fazer com um grupo coeso, trabalhando junto, focado em um objetivo comum e concentrado no trabalho. A produtividade neste ambiente é BEM MAIOR do que em nosso dia dia no nosso trabalho. Fico imaginando que tipo de mudança precisamos implementar em nosso ambiente de trabalho para conseguir uma produtividade semelhante.

No final do segundo dia (e bote final nisso… fui até 2:30) conseguimos atingir nosso objetivo de construir um MVP para validar nossa ideia. E dessa experiência foi que veio a lição mais interessante.

O MVP quase sempre pode ser muito menor e simples de fazer do que você pensa. No final do segundo dia, percebemos que podíamos elaborar nossa validação apenas utilizando html estático, sem a necessidade de escrever nenhum software. Mas aí já era tarde, já estava quase pronto. Esse tipo de situação é mais comum na cabeça de engenheiro. Devemos tomar cuidado.

Quero dar meus parabéns aos organizadores do evento e um especial agradecimento ao time que colocou no ar a primeiro experimento do Instamarker:

  • Emiliano Abad
  • Henrique Barbalho
  • Matheus Mendonça
  • Milton Castro

OBRIGADO PELA DIVERSÃO!